V2G: como poupar na eletricidade com um automóvel elétrico

V2G automóvel elétrico rede
Com o Vehicle-to-Grid é possível ganhar dinheiro através da revenda de energia à rede.

Já é possível transformar uma propriedade normal numa casa com carbono negativo e poupar até 935 euros, por ano, nas contas de eletricidade, usando apenas um automóvel elétrico e o sistema V2G. 

Vehicle-to-Grid (V2G)

O Vehicle-to-Grid, em português “veículo para a rede”, é o novo sistema desenvolvido e testado pela empresa britânica Octupus Energy. Este permite aos proprietários de automóveis elétricos transformar a sua habitação num ecossistema com eficiência energética e ganhar dinheiro através da revenda de energia à rede. No seu pacote Powerloop, a empresa não só incluiu o aluguer de um Nissan Leaf, como também um desconto mensal de 30 libras, sempre que os utilizadores completem 12 sessões de V2G.

Procedimentos

Existem dois procedimentos bastante simples que podem ser adotados para reduzir as despesas com a eletricidade e aumentar os rendimentos extra.

Um deles consiste no armazenamento da energia extraída pelos painéis solares durante a noite, quer em baterias, quer no automóvel elétrico. O novo Nissan Leaf parece ter uma bateria grande o suficiente para alimentar uma casa por dois dias.

“Os custos com serviços de energia eram a minha maior despesa e eu queria encontrar uma maneira de atenuá-la. Temos energia solar, o que é ótimo, mas apenas quando o sol está a brilhar e se estivermos lá para usá-la. Com o V2G podemos armazenar essa energia e usá-la depois e ainda fornecer o excedente à rede. “, afirma Shilpen Patel.

Mas o Vehicle-to-grid não exige que uma casa tenha painéis solares. É também possível utilizar o automóvel elétrico como meio de extração e armazenamento da energia da rede. Pode optar por extraí-la durante a noite, altura em que o abastecimento é mais barato, e vendê-la de novo à rede durante o horário de pico.

V2G automóvel elétrico rede

A desvantagem é que os sistemas V2G ainda não estão disponíveis em todos os países e fornecedores, nem são compatíveis com todos os veículos elétricos.

Solução alternativa

Segundo o The Telegraph, já existe uma solução para este problema. Mike Smith, ao contrário de  Shilpen Patel, não conduz um Nissan Leaf compatível com o sistema V2Gmas sim um Tesla. Através da conexão entre as duas baterias Tesla Powerwall e os painéis solares, ele conseguiu também construir  uma casa com carbono negativo.

As  únicas diferenças dizem respeito ao armazenamento da energia não utilizada, em baterias e não no automóvel, e  à impossibilidade de revenda. Apesar disso, a poupança revela-se positiva.

“Na nossa antiga casa, gastávamos cerca de £ 3.000 por ano em aquecimento e £ 4.000 extra com combustível. Agora, na nova casa, gastamos menos de £ 1.000 por ano em energia. Acho que equilibraremos o nosso investimento em cerca de quatro ou cinco anos.(…) Não é preciso ser-se um eco guerreiro ou alguém  interessado apenas em poupar dinheiro, as duas coisas podem andar de mãos dadas.”, afirma Mike Smith.

Para saber mais sobre o Vehicle-to-Grid, não deixe de ver o vídeo produzido pelo canal ThEVox Network.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
9 DEZEMBRO ACAP VENDAS NOVEMBRO
Saber Mais

Vendas nacionais estagnaram em novembro

Matriculou-se um total de 19 242 automóveis ligeiros (veículos de passageiros e comerciais) em Portugal em novembro, um…