Michelin: Pneus feitos de plástico reutilizado

Michelin plástico

A Michelin pretende que até 2030, 40% dos materiais utilizados nas suas fábricas sejam reutilizáveis ou reciclados. Nesse sentido, a marca está a testar a utilização de garrafas de plástico para a produção de pneus de automóveis.

Segundo a marca, quase 3000 milhões de garrafas de plástico poderiam ser reutilizadas, por ano, na produção de pneus para automóveis. Nesse sentido, a Michelin já está a trabalhar no seu aproveitamento. Esta é uma das medidas integrantes da estratégia de sustentabilidade da marca, que prevê que, até 2030, 40% dos materiais utilizados nas suas fábricas sejam reutilizáveis ou reciclados.

Para tal, a Michelin colabora a vários níveis com a francesa Carbios, empresa na área da bioquímica, pioneira no desenvolvimento de soluções industriais dedicadas à reutilização de polímeros plásticos.  Através de um processo inovador de reciclagem enzimática, torna-se possível obter fibras técnicas de Polietileno tereftalato (PET) utilizadas no fabrico de pneus.

Assim, existe a possibilidade de garantir a reciclagem infinita de todos os tipos de resíduos de PET, assim como a produção de produtos 100% reciclados e 100% recicláveis.  Isto, sem comprometer a qualidade de qualquer fibra procedente do petróleo, totalmente adequada para o fabrico de pneus, devido à sua resistência à rutura e à sua estabilidade térmica.

De acordo com as duas empresas, estão lançadas as bases para a criação de um modelo de economia circular rumo ao pneu 100% sustentável.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados