Compra, Leasing ou Renting?

LeasePlan renting

Já decorreu o 1º evento virtual da Leaseplan ‘Vários Caminhos Para a Mesma Viagem’. Foram apresentados os resultados do estudo realizado pela equipa de consultoria, que analisou os custos de utilização, vantagens e desvantagens de cada modelo de aquisição.

Principais conclusões do estudo

1. O renting é o modelo de gestão onde os custos totais de utilização são menores, tanto para clientes particulares como empresas. Além disso, apresenta maior flexibilidade uma vez que o cliente adquire o serviço de renting e a qualquer momento se pode desfazer dele. Sendo este modelo um serviço e não um produto, o cliente não é proprietário do veículo, causando por vezes desconforto a alguns consumidores.

2. O modelo de compra é o modelo que mais liberdade confere ao cliente, uma vez que é o próprio a gerir toda a vida útil do veículo – desde a sua aquisição ao momento da venda do veículo usado. Todavia, exige custos totais de utilização mais elevados, sendo que não são aproveitadas quaisquer economias de escala. Cada consumidor é independente para tomar as suas decisões e escolher os seus fornecedores.

LeasePlan renting

3. O modelo de leasing garante maior liberdade de escolha no final do contrato, uma vez que o cliente poderá optar por adquirir ou não o veículo. Este modelo apresenta vantagens na negociação face à compra, mas perde a sua competitividade na gestão da vida útil, que também é feita de forma individual por cada cliente.

4. Em termos de fiscalidade, os modelos de leasing e compra tornam-se menos vantajosos, uma vez que a tributação incide sobre o total do valor de aquisição do veículo, tanto em esfera de IRC como em esfera de IRS.

5. O veículo é cada vez mais visto como um elemento de afirmação da identidade de cada um, no caso dos particulares, e como um instrumento de atração e retenção de talento para as empresas. No caso das empresas, a possibilidade de transferirem a gestão das suas frotas para entidades especializadas representa uma oportunidade de foco no seu core business e, sobretudo, de poupanças com os custos de utilização dos veículos.

O modelo de renting disponibiliza não só o veículo em si como toda a gestão da sua vida útil, libertando assim os recursos internos para outras tarefas mais importantes para as organizações.

“Na LeasePlan, acreditamos que nos diferenciamos pela abordagem consultiva e qualidade do serviço que acompanha a nossa oferta.  Este estudo é mais um exemplo disso. Aqui respondemos a uma dúvida cada vez mais presente na vida dos portugueses, para que eles possam tomar uma decisão informada.”

Ricardo Silva, Diretor Comercial da LeasePlan

Mas afinal qual é o modelo de aquisição certo para mim?

No atual contexto de incerteza que vivemos, o renting é sem dúvida o modelo onde a flexibilidade contratual emerge como um dos critérios mais importantes a ter em conta. A mais-valia de, a qualquer momento, ajustar o veículo a novas necessidades ou até mesmo terminar o contrato de forma antecipada permite ao cliente não hipotecar as suas decisões e desfrutar de maior liberdade.

Mas, é também óbvio que cada consumidor valoriza questões diferentes e que, por isso, não existe uma verdade única. Por esse motivo, recomendamos aceder a toda a informação aqui.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados