Portugal: Produção automóvel cai 24,4%

acap

Em julho a produção automóvel em Portugal sofreu uma queda 24,4% em relação a igual mês de 2019, garante a Associação Automóvel de Portugal (ACAP). A indústria nacional, que ainda sofre as consequências económicas da pandemia mundial de Covid-19, caiu, no mês passado, mais do que em junho (-20%), mas menos do que em maio (-50,6%).

A quebra de 24,4% registada em julho levou a produção portuguesa para 20 659 veículos automóveis ligeiros e pesados, contra 27 319 no mês homólogo do ano passado. No acumulado de janeiro a julho, houve uma quebra de 34,7% face a 2019, para 138 009 unidades fabricadas em 2020 (verus 211 391 um ano antes).

Subida nos comerciais ligeiros

Na análise isolada de julho foram produzidos 14 230 ligeiros de passageiros (-32,1%), 6162 comerciais ligeiros (+4,4%) e 267 veículos pesados (-40,7%). A Volkswagen Autoeuropa produziu 11 650 viaturas (-37,4%) no mês em análise. O volume da maior fábrica nacional representa 71% de toda a produção nacional e 90% de todos os ligeiros de passageiros nos sete primeiros meses do ano. Não obstante, a fábrica em destaque em julho foi a PSA de Mangualde que incrementou a produção, em julho, para 8217 viaturas, mais 6,7% do que no mesmo mês do ano passado.

Quase tudo para exportação

As exportações continuam a ser o destino por excelência da nossa produção automóvel. Com efeito, 97,9% dos veículos fabricados em Portugal de janeiro a julho tiveram como destino o mercado externo. A ACAP indica que a Europa se mantém como o mercado líder nas exportações dos veículos produzidos em território nacional, com 95,6%. Alemanha (22,1%), França (16,9%), Itália (11,5%), Espanha (também com 11,5%) e Reino Unido (8,5%) lideram esse ranking.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados