Nio, Xpeng e Li Auto são os novos players no mercado em 2021

Nio Xpeng Li
Nio, Xpeng e Li Auto desenvolvem automóveis elétricos luxuosos a preços competitivos para fazer frente às marcas já existes no mercado.

Numa época em que a mobilidade elétrica e a superação da quebra do setor no mercado asiáticos são uma realidade, surgem novas marcas chinesas no setor automóvel com preços bastante competitivos.

Em resposta à ameaça global representada pela mudança climática, a transição para a mobilidade elétrica tem sido promovida pelos governos responsáveis por cerca de 60% das emissões de CO2.

Na China, por exemplo, a adesão a alternativas mais sustentáveis na mobilidade é notória. Num mercado responsável por um terço das vendas anuais de automóveis, cerca de 40% correspondem à venda de automóveis elétricos. O objetivo é atingir a venda de 8.5 milhões de EV’s até 2030 e eliminar por completo a venda de automóveis a combustão fóssil no território até 2035.

Estas medidas, em conjunto com a ascensão do mercado asiático, contribuíram para o surgimento de novas empresas no setor do automóvel.

Tirando o proveito máximo da tecnologia, os novos players procuram desenvolver automóveis mais inteligentes, melhor conectados, com baterias mais resistentes e duradouras, bem como construir extensas redes de carregamento. E a promessa de valor não fica por aqui. O objetivo é desenvolver automóveis que rivalizem com as marcas premium já existentes no mercado, em termos de conforto e desempenho, com uma política de preços assente na estratégia de penetração de mercado.

Segundo a Forbes, estamos perante uma troika chinesa, apoiada pelo governo e grandes empresas de eletrónica, composta pela NIO, Xpeng Motors e Li Auto.

Nio

A NIO, cujo nome em chinês significa “céu azul a chegar”, foi fundada em 2014. Mas foi em 2018 que o céu começou a escurecer, vendo as suas ações bolsistas a cair a pique até Abril de 2020, altura em que o governo de Hefei, na província de Anhui, investiu cerca de 1 biliões de dólares pela participação de 24,1% na empresa. Desde então a empresa tem vindo a progredir a largos passos.

De momento a NIO oferece 3 SUV elétricos premium, o ES8, o ES6 e o EC6, com valores a partir dos 40 mil euros. No terceiro trimestre de 2020, o ES8 foi o campeão de vendas no segmento.

Este modelo tem sido bastante atrativo pelo facto de não possuir uma bateria. Ao invés, os condutores compram uma assinatura de bateria, também designada por BaaS (Batery-as-a-Service), que lhes permite trocar as baterias usadas por outras já carregadas, em apenas 5 minutos.

Segundo a marca, este serviço oferece uma solução para a degradação da bateria, facilitando o acesso às baterias mais recentes e mais evoluídas.

Com o aumento da produção, a empresa tem também enfrentado um aumento do retorno dos automóveis por relato de incêndio, mas isso não tem travado as vendas. Entre Novembro e Dezembro, as vendas aumentar mais de 100% e no início deste ano o crescimento foi de 352%, com cerca de 7.225 automóveis elétricos vendidos.

A mais recente novidade da marca é a “berlina” ET7, com 653 cv e 1000 km de autonomia em NEDC, bastante semelhante ao Model S da Tesla, e custa 57 mil euros.

Xpeng Motors

A Xpeng Motors existe desde 2014, mas foi em 2021 que alcançou a fama a nível mundial, vendendo 27.041 unidades. Só último trimestre de 2020, as vendas corresponderam a quase 13 mil unidades. Já em Janeiro deste ano, a Xpeng aumentou as vendas em 470%, para 6.015 automóveis elétricos, em comparação homóloga com o ano anterior.

 Também focada no segmento SUV premium, a Xpeng conta com o modelo G3 e o mais recente sedan P7 de quatro portas e com sistema de direção autónomo de nível 2, concorrente direto ao Modelo 3 da Tesla.

A entrada no mercado europeu, agendada para este ano, será na Noruega com o crossover elétrico G3. Equipado com uma bateria com uma capacidade de 66 kWh, autonomia de 450 km em ciclo WLTP e capacidade de carregamento entre 30% a 80% em 30 minutos, este modelo recebeu cinco estrelas nos testes de colisão C-NCAP da China. Num futuro próximo irá chegar a Portugal com um custo de 33.200 euros.

Li Auto

A Li Auto, também conhecida como Li Xiang, é uma fabricante de automóveis híbridos com um pequeno motor a gasolina cuja funcionalidade consiste em gerar energia elétrica adicional para a bateria (EREV), reduzindo a necessidade de infraestruturas de abastecimento.

A semelhança da NIO e da Xpeng, a Li Auto optou também por uma estratégia de penetração no mercado automóvel, assente no baixo custo de aquisição.

Até agora, a empresa fundada em 2015 conta apenas com modelo para venda, o Li One SUV, cujo valor ronda os 38 mil euros. O Li One é um automóvel utilitário premium de seis lugares. A marca define-o como desportivo e eletrónico e afirma no futuro vir a integrar sistemas avançados de assistência ao motorista que garantam uma direção autónoma parcial.

No mês de Setembro, este foi o automóvel líder de vendas no segmento elétrico no mercado chinês. Em Janeiro deste ano a Li Auto viu o seu número de vendas aumentar em 355.8%, face a Janeiro de 2020.

Com o aparecimento destes concorrentes competitivos, a Tesla, líder no mercado chinês no segmento de elétricos de luxo, com o sedan Model 3, regista uma quebra de 4,5 % nas suas vendas. Perante esta tendência de mercado, Hugo Pinto, gestor da comunidade Tesla Club Portugal, revela ao  SuperToast by FaberNovel que apesar dos preços praticados pelas empresas chinesas serem bastante apetecíveis, as reações ao toque, a fluidez do sistema e a experiência de utilizador não serão as mesmas que num automóvel premium como a Tesla. Pois, segundo ele, nestas empresas o automóvel enquanto plataforma não é colocado como primazia no desenho.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
FORD RETOMA ATIVIDADE NA EUROPA
Saber Mais

Ford retoma produção na Europa

A Ford decidiu recomeçar no dia de ontem a sua produção na Europa. Os protocolos de segurança foram…
27 DEZEMBRO UBER SEGURANÇA
Saber Mais

Uber reforça segurança na app

A Uber acaba de lançar, em Portugal, um sistema de Verificação de Identidade em Tempo Real. Uma nova…
24 SETEMBRO ACAP VENDAS AGOSTO
Saber Mais

Mercado português cai há sete meses

O mercado português de automóveis ligeiros (veículos de passageiros e comerciais) caiu 19% em agosto, avança a Associação…