Mercedes produz equipamentos médicos

MERCEDES MATERIAL 3D COVID19

A pandemia de Covid-19 fez soar vários alarmes e vários quadrantes da indústria estão a dar o seu contributo na luta contra a doença. A Mercedes é um desses casos.

A marca do grupo Daimler anunciou que arrancou com a produção de equipamentos médicos através de impressoras 3D. A Mercedes indica que acumula experiência na pesquisa e aplicação da produção de aditivos há cerca de 30 anos.

No setor automóvel, a impressão 3D geralmente é usada na construção de protótipos e produção em pequenas séries. A marca de Estugarda já utiliza máquinas de impressão 3D para produzir até 150 mil componentes de plástico e metal por ano.

Essa capacidade passou, agora, a ser usada para fins médicos. “Todos os processos comuns de impressão 3D podem ser usados, desde fusão seletiva a laser (SLS), modelagem por deposição de material fundido (FDM), até fusão a laser seletiva (SLM)”, de acordo com a Mercedes-Benz.

Na produção aditiva, os componentes desenvolvidos digitalmente são construídos camada por camada numa “impressora”. As matérias-primas utilizadas incluem pós ou resinas de plástico e metal fundidos por uma fonte de energia, em norma por um ou mais lasers. Depois de finalizada uma camada, uma nova é aplicada automaticamente e o processo de solidificação é iniciado novamente. Este processo é repetido até que um componente tridimensional seja criado.

O grupo Daimler divulgou, na conta oficial no Twitter, um vídeo com um exemplo de produção 3D.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
Saber Mais

Venda de ligeiros recupera em agosto

Quebra de apenas 0,1% no último mês disfarça travagem de 42% verificada nos primeiros oito meses deste ano.…
FLEXIPLAN RENTING LEASEPLAN
Saber Mais

Renting regista crescimento em 2018

A ACAP apresentou a sua avaliação do mercado automóvel nacional em 2018. E o segmento do renting verificou…