Audi despede-se da Fórmula E e pisca o olho ao Rally Dakar

Rally Dakar

É oficial, a Audi vai abandonar a Fórmula E já no final desta época. No entanto, as corridas a baterias não se ficam por aqui. A marca alemã pretende participar já no próximo Rally Dakar com um novo “tanque” elétrico todo-o-terreno – o RS Q e-tron.

A partir de 2022, o construtor alemão vai participar no Rally Dakar para modelos elétricos, mas com uma pequena ajuda de combustíveis fósseis.

A nova arma é o RS Q e-tron, um buggy 4×4 desenhado para enfrentar o deserto com sucesso, com três motores elétricos, bateria e um sistema REX (extensor de bateria).

Dois destes motores elétricos asseguram 680 cv, equanto que o terceiro, um 2.0 TFSI sobrealimentado a gasolina, atua como gerador de corrente, de forma a recarregar a bateria.

A alimentar os dois motores está uma bateria com apenas 50 kWh. Apesar do valor ser muito inferior ao que seria desejável em termos de autonomia, esta cumpre o objetivo de conter o peso do RS Q e-tron. Pois, pretende-se que este não ultrapasse a fasquia das duas toneladas.

A Audi não revela a potência da unidade a gasolina, mas avança que o buggy transportará 295 litros de combustível e terá emissões médias de 200 g de CO2/km. Este valor é superior ao homologado para o S3 (183 g de CO2), embora o fabricante alegue que o 2.0 TFSI funciona numa gama de rotações em que é mais eficiente. Algures entre 4500 e as 6000 rpm, bem acima do regime de binário máximo do S3 ( entre 2000 e 5400 rpm).

Por fora, o RS Q e-tron tem um aspecto agressivo e atraente, montando em cada um dos eixos uma unidade eléctrica similar à que era utilizada no Audi e-tron FE07, o Fórmula E que a marca alemã está a usar na competição deste ano.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados