Woven City: 1ª cidade-laboratório da Toyota

Woven City cidade-laboratório Toyota
(fonte: Global Toyota)

A Toyota iniciou, no passado mês de fevereiro, a construção da sua primeira cidade-laboratório, destinada à investigação e ao desenvolvimento de novas tecnologias associadas à condução autónoma, à robótica e à inteligência artificial.

O projeto da Toyota

A Woven City foi levada a cabo pela Woven Planet, a empresa do grupo Toyota responsável por vários projetos de desenvolvimento de mobilidade ancorados num software. Esta cidade-laboratório está situada no terreno de uma antiga fábrica do grupo – encerrada em 2020, após 53 anos de atividade- em Higashi-Fuji, na cidade de Susono (província de Shizuoka), no Japão.

Este projeto de inovação da Toyota foi apresentado na CES 2021. Segundo a marca nipónica, encontramo-nos agora na fase de preparação para uma era em que todos os ecossistemas que sustentam a vida quotidiana serão suportados e ligados a dados e, por esse motivo, é necessário criar espaços que possibilitem avanços continuados para ajudar a melhorar a sociedade, acelerando o ciclo de tecnologia e desenvolvimento de serviços.

A Woven City

Baseada na filosofia de sociedade 5.0, a abordagem da Toyota enquanto empresa de mobilidade será centrada no ser humano, por forma a alcançar o desenvolvimento comunitário. “O objetivo principal é criar soluções capazes de resolver problemas sociais”, explicou a Toyota, em comunicado.

A Woven City será um laboratório vivo em constante evolução. Através de sistemas altamente conectados, serão aplicadas novas tecnologias num ambiente do mundo real em várias áreas, como a condução autónoma, mobilidade pessoal, robótica e inteligência artificial.

Em termos de mobilidade, esta cidade-laboratório vai contar com três tipos de ruas, uma para a condução automatizada, outra para peões e uma terceira para peões e veículos de mobilidade pessoal, estando prevista igualmente uma via subterrânea para o transporte de mercadorias.

Com uma área de 700 mil m², espera-se que a Woven City venha a albergar, numa primeira fase 360 residentes e, à posteriori, 2000 pessoas. A Toyota afirma que este projeto constitui uma série de oportunidades para empresas e pesquisadores de todo o mundo.

A cidade-laboratório em imagens

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados