Uber pretende criar o seu próprio automóvel elétrico

Uber elétrico

A Uber alia-se à britânica Arrival para construir o elétrico exclusivo para serviços TVDE. Segundo a marca, este automóvel será mais barato, seguro e confortável que todos os outros modelos já existentes. A sua produção deverá arrancar na segunda metade de 2023. 

Muitos acreditam que os veículos elétricos serão o futuro do transporte urbano de passageiros. Quer pelos custos de manutenção reduzidos, quer pela facilidade de circulação no centro das cidades.

Tendo em conta que assistimos a uma progressiva aplicação de medidas ambientais, várias são as empresas na área da mobilidade que procuram antecipar eventuais perdas e sanções. A Uber não é exceção. Aliás, no início deste ano, a empresa anunciou a sua ambiciosa meta para 2030, que prevê uma frota 100% elétrica.

Se, por um lado, esta decisão da Uber vem aliviar a pressão sobre o  planeta, por outro lado vem sobrecarregar o bolso dos motoristas. Isto, porque as viaturas elétricas ainda são mais caras que as opções “tradicionais”.

No entanto, a Arrival acredita que pode alterar essa condicionante. Basta para isso, aplicar o financiamento da Uber na produção de veículos em “micro fábricas”. Segundo a empresa, estas unidades têm a vantagem de ter uma reduzida pegada ambiental, para além de disporem de mais alta tecnologia e automação. Para já, existem três micro-fábricas em fase de lançamento nos EUA e Reino Unido.

O elétrico da Uber

Com um mercado potencial de 30 milhões de condutores, o novo automóvel contará com um banco ergonómico, pensado para tornar as muitas horas passadas ao volante mais confortáveis. Além disso, terá um sistema para reclinar o banco do passageiro da frente, por forma a aumentar o espaço entre os passageiros.

Segundo a Arrival, o assento junto às portas traseiras foi desenhado para facilitar entradas e saídas do veículo e cada porta terá divisórias iluminadas. E, porque a segurança é também uma prioridade, a empresa garante que o condutor contará com o apoio de um painel de instrumentos, integrado no monitor ao lado do volante, numa configuração idêntica à dos veículos Tesla.

Por enquanto, este automóvel é apenas um protótipo. A fórmula final do modelo só será conhecida no final do ano, após a opinião dos motoristas da Uber.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados