Tudo o que precisa saber sobre o carregamento elétrico

elétrico

Os carros elétricos estão a tornar-se cada vez mais populares. Porém muitos condutores ainda oferecem resistência por desconhecerem as formas de carregamento disponíveis e os custos associados à energia. Aqui desconstruiremos alguns mitos para que possa fazer uma escolha informada.

Devo escolher um carro elétrico, híbrido ou convencional?

Cada caso é um caso e, antes de mais, é importante comparar as diferenças da utilização de um carro elétrico e de um carro convencional na sua rotina. Os distância percorrida em viagens rotineiras, bem como o tempo de deslocação podem marcar esta decisão.

Deve ponderar sobre quanto pouparia em combustível, a redução em emissões de CO2, o número de carregamentos que teria de fazer por dia (ou por semana), entre outros fatores.

Com um carro elétrico tenho maior poupança ou mais custos?

Segundo o exemplo dado pela MOBI.E, um carro elétrico pode gastar menos 11% a 72% por ano em combustível, comparativamente a um carro convencional.  Se percorrer 16 000 kms, pode poupar entre 160€ e 1025€.

A variação de custos depende de onde abastece o carro elétrico. Enquanto que em casa pode pagar cerca de 0,15€ por kWh em determinados horários, num Posto de Carregamento Rápido pode chegar aos 0,45€ por kWh.

No entanto, não podemos deixar de lembrar que a esta poupança temos de acrescentar também os custos de manutenção, que são variáveis e dependentes também da sua utilização.

elétrico

Benefícios de ter um carro elétrico

Em alguns Postos de Carregamento Normal (PCN), poderá ter energia de forma gratuita. É verdade… Outro benefício a ter em conta é o estacionamento gratuito aplicável em alguns municípios, a isenção dos impostos IUC e ISV, assim como a dedução do IVA e a isenção de tributação autónoma no caso das empresas.

Qual é a autonomia dos carros elétricos?

A autonomia da bateria tem vindo a ser apontada sempre como a principal desvantagem dos carros elétricos. No entanto, já  existem marcas que garantem mais de 500Km de autonomia – o que, vamos ser sinceros, é mais do que suficiente para o dia-a-dia da maioria das pessoas que trabalha num local fixo.

Sabia que a maioria dos modelos elétricos tem também um sistema de travagem regenerativa incorporado, que permite aproveitar as travagens para gerar energia elétrica e assim carregar parte da bateria?

Onde posso encontrar postos de carregamento?

Uma das grandes vantagens dos carros elétricos é poder carregá-los em vários locais, para além dos convencionais pontos de abastecimento. É possível carregar em estações de serviço que disponham deste serviço, ou também nos postos de carregamento da rede pública de mobilidade elétrica.Poderá ainda encontrar estes postos em parques de estacionamento, centros comerciais, hotéis ou aeroportos.

Em Portugal existe uma rede com mais de 500 postos, que correspondem a cerca de 1250 pontos de carregamento (tomadas). Podemos encontrar estes pontos espalhados por todo o país, incluíndo os arquipélagos.

Mas, atenção, nem todos os postos são iguais!

elétricos

Tipos de postos de carregamento?

Posto de Carregamento Normal (PCN):  Transferem eletricidade para os veículos elétricos numa potência igual ou inferior a 22kW. Em alguns destes postos os carregamentos são gratuitos ou de baixo custo de forma a incentivar a mobilidade elétrica.Quando pago, os valores não ultrapassam os 3 cêntimos/min.

Nos pontos de potência mais baixa, de 3,7 kWh, um carregamento de 100% da bateria pode demorar, no máximo, 8 horas. Já nos de 22 kWh, em apenas 1 hora conseguirá alcançar cerca de 80% da autonomia total da bateria.

Postos de Carregamento Rápido (PCR): Estes são pontos de alta potência, capazes de transferir eletricidade para os veículos elétricos numa potência sempre superior a 22kW. Isto significa que permite carregar mais de 80% da bateria em apenas 20/30 minutos. Em relação aos custos, podem ser cobrados, no máximo, 0,40€ por KWh ou 0,16 cêntimos por minuto.

Estes postos estão sobretudo localizados em áreas de serviço de autoestradas e, nas principais cidades do país.

Posto de carregamento domésticos: As tomadas domésticas, e a corrente “convencional” (2,3 kW), não são suficientes, nem seguras, para carregar um carro elétrico. Por isso têm surgido no mercado soluções próprias de carregamento doméstico.

Um dos exemplos são as Wallboxes, uma estação de carregamento doméstica que pode comprar ou alugar. A parte mais curiosa é que permite gerir os carregamentos do veículo através do smartphone.

Outras soluções incluem as várias opções de tomadas, fichas e cabos específicos para este tipo de carregamentos e que devem ser sempre instalados por técnicos qualificados.

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados