Motor a hidrogénio: Fique a saber o essencial

iStock 1203085057
O hidrogénio parece ter lugar garantido no futuro da mobilidade.

Não sabe como funcionam nem quais são as vantagens dos carros com motor a hidrogénio? Fique a saber o essencial sobre esta tecnologia que promete ser mais amiga do ambiente.

O motor a hidrogénio ainda não é uma realidade consolidada no nosso país. Contudo, há quem considere que o hidrogénio é a fonte de energia do futuro. Mas como funcionam os motores movidos a hidrogénio e porque motivo poderão vir a ter um papel fundamental na mobilidade?

Os motores a hidrogénio equipam os veículos conhecidos como Fuel Cell Electric Vehicle (FCEV) ou veículos movidos a pilha de combustível. Portanto, veículos elétricos mas que têm o hidrogénio como fonte de energia – e não a eletricidade. Assim, veículos com motor a hidrogénio são também veículos elétricos, e enquadram-se na tecnologia que é percebida como a base da ecomobilidade.

Vantagens no tempo de carregamento

Os automóveis com motor a hidrogénio oferecem uma grande vantagem quando comparados com carros que têm como fonte de energia a eletricidade: o tempo de carregamento. O tempo de abastecimento de um carro com motor a hidrogénio é de apenas alguns minutos, um tempo bastante inferior ao de um carregamento de um veículo que utiliza a eletricidade como fonte de energia. Esta é a principal vantagem para o consumidor, mas há mais. Estes automóveis, muito silenciosos e ainda mais amigos do ambiente, produzem a própria eletricidade que faz mover o veículo.

Como funcionam os carros com motor a hidrogénio

Os veículos elétricos com pilha de combustível, ou Fuell Cell têm como fonte de energia o hidrogénio. São automóveis mais sustentáveis e ecológicos que os veículos convencionais com motor de combustão interna, pois não emitem gases poluentes. Na realidade, emitem vapor de água, o que os torna ainda mais amigos do ambiente que os restantes veículos elétricos.

É na pilha de combustível que ocorre um processo conhecido como eletrólise. Esta reação química, na qual o hidrogénio se funde com o oxigénio, é o que faz produzir energia. O hidrogénio provém de um posto de abastecimento externo, ou seja, é necessário abastecer o veículo com hidrogénio.

À semelhança dos veículos convencionais, também os veículos com motor a hidrogénio podem ser abastecidos muito rapidamente – em apenas alguns minutos -, e obter autonomias que facilmente atingem as várias centenas de quilómetros.  Por sua vez, o oxigénio é recolhido do ambiente exterior pelo próprio automóvel.

Como já referimos, é a reação entre o oxigénio com o hidrogénio que gera energia elétrica, que por sua vez, faz mover o carro. Para além de energia elétrica, esta reação também produz vapor de água. Este vapor de água é libertado através do cano de escape. Por este motivo, veículos com motor a hidrogénio não produzem gases poluentes e são ainda mais amigos do ambiente que os restantes carros elétricos.

A bateria dos motores a hidrogénio

A bateria elétrica dos FCEV é mais pequena e leve que a bateria elétrica dos restantes veículos elétricos, uma vez que eletricidade dos veículos com motor a hidrogénio é produzida no próprio motor e não carregada na bateria. Tal como os restantes veículos elétricos, também os veículos com motor a hidrogénio estão equipados com o sistema de travagem regenerativa. Este sistema recupera a energia cinética gerada pelo movimento do veículo e carrega a bateria elétrica.

 

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados