Moody’s estima quebra de 20,2% nas vendas de automóveis

MOODYS PREVISÃO QUEDAS VENDAS

A pandemia de covid-19 vai provocar uma quebra de 20,2% nas vendas mundiais de automóveis. A estimativa é da Moody’s, que olha para o ano 2020, e consta de um relatório publicado na primeira semana de maio. Na previsão anterior a agência de notação antecipava um decréscimo de 14%.

As notícias não são animadoras. A Moody’s acaba de rever em forte baixa as previsões para a venda de automóveis durante o ano de 2020. Os números apontam para 72 milhões de veículos vendidos, menos 18.27 milhões do que em 2019 e o valor mais baixo desde 2009. As quebras serão mais acentuadas na Europa Ocidental onde, segundo a agência de notação, as vendas cairão 30% – o equivalente a 4,9 milhões de automóveis.

Entre os principais mercados, a descida nas vendas deverá situar-se em 25% nos EUA, com menos 4,3 milhões de unidades. Na China a queda deverá ser de 10%, o correspondente a menos 2.57 milhões de veículos. Já no Japão as previsões apontam para menos 770 mil carros vendidos (cerca de -15%).

Quanto a uma eventual recuperação, as projeções são algo conservadoras. Poderá haver uma retoma parcial, com um crescimento de 11,5% em 2021, o que corresponderá a um total em 80,3 milhões de unidades vendidas. A confirmar-se este número estará em linha com os melhores resultados de 2011.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
7 AGOSTO DS ELETRIFICAÇAO
Saber Mais

DS inicia eletrificação em Portugal

A DS Automobiles deu início à comercialização da sua gama eletrificada E-TENSE em Portugal, o que irá acontecer…