Maior segurança na condução

LeasePlan condução

Sabia que é nos meses de verão que a sinistralidade aumenta? É verdade. Por esse motivo trouxemos para si algumas sugestões de boas práticas durante a condução, por forma a evitar situações de risco. Pois, para além dos danos físicos e de saúde que este tipo de situações acarreta, existe ainda as consequências económicas e laborais que todos queremos evitar. 

Ao assumir o controlo de um veículo, uma pessoa calma e prudente por vezes torna-se um monstro ao volante. Esta cena ilustra uma situação muito comum no trânsito quotidiano, onde encontramos condutores que descarregam toda a sua agressividade no volante, pondo em perigo a sua própria vida e a de outros condutores e peões.

É importante identificar estes maus hábitos. Mas, ainda mais importante, é conhecer os hábitos de um bom condutor e pô-los em prática.

Más práticas na condução

SafePlan Zero LeasePlan condução

1. Utilizar o telemóvel enquanto conduz | Muitos condutores aproveitam a viagem para ler e responder a e-mails, enviar mensagens, fazer chamadas e videochamadas, tudo isto sem o uso do sistema mãos livres. Isto distrai a atenção do condutor pondo em perigo a sua vida e a de outros condutores ou peões. As distrações são uma das maiores causas de acidentes rodoviários.

2. Não respeitar os limites de velocidade | Conduzir com velocidade excessiva é, sem dúvida, a maior causa de acidentes na Europa e no mundo. É um comportamento que ameaça a segurança de todos na estrada. As estradas foram concebidas de modo que os carros circulem a determinadas velocidades máximas ou mínimas. Lembre-se que conduzir a uma velocidade baixa também envolve risco.

3. Conduzir sob a influência de álcool ou drogas | Esta é a segunda causa de acidentes com vítimas mortais em todo o mundo. É uma conduta penalizada por todas as leis de trânsito do mundo.

4. Não manutenção do veículo | Lembre-se que a responsabilidade pela manutenção do seu veículo é exclusivamente sua. Pneus em mau estado, uma avaria ou paragem repentina causada por falta de combustível, podem causar um acidente ou, pelo menos, o aborrecimento de muitos condutores atrás de si.

5. Condução agressiva | A estrada não é um espaço para descarregar a raiva ou a frustração de problemas em casa ou no trabalho. Um condutor intolerante e agressivo é um perigo potencial nas estradas.

6. Não planear o percurso antes de se fazer à estrada | Usar o GPS enquanto se conduz pode ser uma ajuda preciosa, mas por outro lado provoca uma distração que pode ter consequências graves.

7. Conduzir sob pressão ou stress | O tráfego diário nas grandes cidades e em momentos específicos pode ser muito elevado e causar atrasos e, portanto, atrasos inesperados na hora prevista de chegada. Não tenha pressa em chegar ao destino e seja paciente. É melhor chegar atrasado do que nunca chegar.

Hábitos de um bom condutor

SafePlan Zero LeasePlan condução

Os bons hábitos de condução salvam vidas e criam um ambiente agradável e seguro para a condução. Esforcemo-nos por partilhá-los e promovê-los.

1. Preste atenção ao trânsito em redor | O bom condutor, verifica frequentemente os espelhos retrovisores e antecipa as manobras que outros condutores farão. Esta é uma característica de um condutor cortês e confiante.

2. Conduzir na faixa certa | O bom condutor conduz sempre na faixa certa, exceto quando ultrapassa os outros em segurança. Isto facilita aos outros condutores, que viajam mais depressa, ou que precisam de passar por si, fazê-lo em segurança.

3. Indicar manobras em tempo útil | Um bom condutor sinaliza aos outros condutores quando pretende virar ou mudar de faixa, com bastante antecedência, de modo a permitir que os outros condutores atuem em conformidade.

4. Não bloquear interseções | Deve estar ciente da entrada de um cruzamento, por isso não o bloqueie quando o semáforo ficar vermelho.

5. Respeite as fases do semáforo | Se o semáforo mudar para amarelo e se tiver espaço suficiente para travar em segurança, deve fazê-lo. Se não o fizer, pode pôr em perigo a vida de ciclistas, peões e outros condutores, apenas para poupar um ou dois minutos.

6. Permita a entrada de outros veículos na estrada | Lembre-se que, mais cedo ou mais tarde, estará na mesma situação.

7. Mantenha uma distância de segurança dos outros veículos | A distância deve ser tal que lhe permita ter 2 a 4 segundos de reação, em caso de travagem brusca. Pode utilizar as faixas pintadas na estrada para calcular essa distância.

8. Respeite os limites de velocidade nas zonas residenciais | Estas são zonas onde as crianças podem estar a correr e a brincar na rua e podem, de repente, saltar para a estrada.

9. Ser respeitoso e paciente com os outros condutores | Manter uma maior distância de segurança e ser paciente. É possível que a velocidade e a capacidade de reação destes condutores idosos, deficientes ou com problemas mecânicos seja mais lenta.

10. Facilitar e permitir a passagem rápida de veículos de assistência ou de emergência.

11. Ser tolerante com os outros condutores | Preservar a segurança dos motociclistas, ciclistas e peões, respeitar sempre as regras de trânsito, manter o veículo em perfeitas condições, utilizar sistemas de segurança de forma adequada, etc. Todos estes são também hábitos de um bom condutor.

Seja um herói!

0 Shares:
1 comment
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
17 JANEIRO PEUGEOT 2008
Saber Mais

Novo Peugeot 2008 já em Portugal

A segunda geração do SUV urbano Peugeot 2008 já tem aberto o livro de encomendas em Portugal. “Vestido”…
RENAULT ALPINE EM RISCO
Saber Mais

Renault Alpine em risco

A Alpine, que regressou em 2018 com o desportivo A110, pode estar em risco. A fábrica de Dieppe…