Nova geração Honda Jazz sob o signo da hibridização

17 marco Honda Jazz eHEV fb

O novo Honda Jazz, que começa a ser comercializado no verão, será proposto na Europa apenas na versão híbrida. Com o novo logótipo e:HEV da Honda, o versátil utilitário da desempenha um papel fundamental no compromisso da Honda na eletrificação da sua gama até 2022.

A motorização e:HEV foi, garante a marca japonesa, desenvolvida especificamente para o Jazz. É composta por dois motores elétricos e um motor a gasolina DOHC i-VTEC de 1.5 litros, uma bateria de iões de lítio e uma transmissão de engrenagem fixa, com uma potência total de 109 cv.

O novo Honda Jazz acelera dos zero aos 100 km/h em 9,4 segundos e atinge uma velocidade máxima de 175 km/h. Este sistema híbrido permite emissões de CO2 de 102 g/km (em ciclo WLTP) e consumos de 4,5 l/100 km no modelo base e de 110 g/km e 4,8 l/100 km na versão mais equipada.

 

Três modos de condução

A configuração híbrida e:HEV oferece três modos de condução. O primeiro é o modo elétrico EV (a bateria de iões de lítio fornece energia diretamente ao motor de propulsão elétrica), o segundo é o híbrido (o motor de combustão fornece energia ao motor-gerador elétrico, que por sua vez fornece energia ao motor de propulsão elétrica) e o terceiro é o modo convencional (o motor a gasolina é ligado diretamente às rodas através de uma embraiagem de bloqueio, ou “lock-up”).

 

Bagageira perde pouco

Não obstante a necessidade de alojar a bateria da motorização híbrida, o novo Jazz mantém o espaço para pessoas e carga. A bagageira perde capacidade face à anterior geração caindo dos anteriores 354 litros para 298 litros de espaço, mas, ainda assim, este valor mantém-se dos mais concorrenciais do segmento B.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados
15 NOVEMBRO UBER TROTINETAS
Saber Mais

Trotinetas da Uber chegam a Lisboa

O anúncio foi feito em pleno palco principal do Web Summit: as trotinetas elétricas Jump, da Uber, vão…