[rank_math_breadcrumb]

Carros elétricos têm novas regras de sinalização

elétrico

Se está a pensar mudar para um carro elétrico, deverá ter em conta as regras específicas de sinalização. Caso contrário poderá arriscar-se a receber uma multa em casa.

A cada dia que passa os carros elétricos conquistam maior popularidade e são cada vez mais os locais onde é possível carregar o automóvel. Mas existem três regras que devemos respeitar.

1. O posto de carregamento não é um lugar de estacionamento. 

A legislação mais recente prevê fiscalização e penalizações para todos os que não respeitem os princípios cívicos de cortesia. Se a bateria está reposta devemos retirar o automóvel o mais rápido possível. Caso contrário, arrisca-se a um multa que pode variar entre os 60 e os 300 euros. Lembre-se, caso a sinalização vertical no local não indique “em carga” as autoridades competentes podem atuar.

2. Carregamento público pressupõe contrato com um comercializador.

Desde julho deste ano, os carregamentos elétricos na rede pública passaram a ser pagos. O utilizador é agora obrigado a ter um contrato com um comercializador de eletricidade para a mobilidade, que lhe atribuirá um cartão. Só assim será possível recarregar o veículo na via pública.

2. Os carros elétricos devem estar identificados.

O Dístico Identificativo de Veículo Elétrico é gratuito e garante que a utilização do posto de carga e do estacionamento está correta. Se ainda não o tem, pode fazer o download do documento aqui. Depois, só terá de entregá-lo no IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes).

Sabia que em Lisboa, por exemplo, o estacionamento de automóveis elétricos nos parques da EMEL são gratuitos? É verdade. Mas precisa ter um dístico verde, que custa 12 euros anuais.

Caso esteja a ponderar a aquisição de um automóvel elétrico, consulte aqui a lista de elegibilidade para apoios financeiros.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recomendados